sexta-feira, 15 de novembro de 2013

Muri – Vargem Alta – Nova Friburgo

Saindo para Muri

Resumo da Viagem:

Esta visita a Muri teve como objetivo principal conhecer o CCB de Muri, sempre muito bem citado pelos apreciadores do campismo. Mas como nunca ficamos limitados ao espaço do camping, aproveitamos para conhecer a localidade de Vargem Alta, considerado o segundo maior produtor de flores do Brasil, sendo superado apenas por Holambra em SP.

Como esperavamos, o CCB de Muri é especial, com muito verde, bem cuidado e administrado. Todas as facilidades operando normalmente. Como dedicamos um post específico (link acima) para o camping, vamos nos concentrar em falar do que vimos na região.

separador

brasão Muri Muri é um distrito de Nova Friburgo. Tornou-se o pólo gastronômico da cidade, com grande variedade de restaurantes típicos.

A grande variedade de cervejas, vinhos, queijos e a truta são os atrativos do local. Muri fica a meio caminho de Lumiar e São Pedro da Serra, distritos de vocação turística, com muitas cachoeiras e áreas perfeitas para montanhismo, canoagem, rafting, …

Após pegar algumas indicações, fomos atrás das flores de Vargem Alta, pertencente ao distrito de São Pedro da Serra. Após 9,5km (sentido Muri-Lumiar), vemos a única placa que faz menção a Vargem Alta. É uma saída a esquerda que, se não estiver atento, pode perder. No fim do post estão as coordenadas marcadas para o GPS.

Passados os primeiros 4,5kmns, já se avistam os grandes galpões estufa, com uma varidade muito intensa de flores.

Podemos ficar postando fotos indefinidamente, tantas são as varidades, e sempre em larga escala de produção, destinada aos mercados do Rio. Procuramos fazer contato com algum produtor. Seguimos a placa do Horto Heringer e lá conhecemos a dona Zenilda, proprietária de uma pequena área produtora.

Conhecemos então a flor de nome Astromélia, muito usada na produção de buquês para noivas.

buque

Continuando a visita, fizemos o nosso shopping de flores e plantas decorativas, contando com a atenção, explicações e orientações de D. Zenilda.

separador

Seguindo algumas sugestões, seguimos as orientações e placas para chegar ao Circuito das Cachoeiras. Lugar de acesso difícil, mas não desista. Lugares assim demandam alguma teimosia para chegar. Coordenadas no fim do post.

Lá encontramos um grupo de amigos churrascando neste paraíso, aproveitando a estrutura do Bar e Maloca do Sossego, no local a mais de 10 anos.

Aproveitamos a cerveja gelada e a beleza do lugar.

bambuNa volta para o camping em Muri, paramos para mais um shopping no Atelier Bambu Rio, projeto sócio ambiental mantido por Marcus Santa Rita, artesão há 36 anos. Com o enfoque na produção de móveis e artigos decorativos a base de bambu, encontramos finalmente a calha de chuva de bambu gigante, que faz muito tempo vínhamos procurando. Sua página no facebook é Atelier Bambu Rio.

Faltava ainda resolver o que teríamos para o almoço. Solução encontrada no Trutas Vale do Ypê. Compramos alguns filés de truta e retornamos ao camping para aproveitar o resto do dia, lembrando que a sauna seca beirando os 90 graus e a ducha de cachoeira num tubo de 100mm eram um convite irrecusável.

separador

Para obter as coordenadas geográficas dos principais pontos da viagem, clique aqui para o download do arquivo.kmz (google earth)

O álbum com todas as fotos da viagem veja aqui no Picasa.

retornar ao índice principal

.

Se você deseja viajar longe e rápido, viaje leve. Deixe pra trás todas suas invejas, ciúmes, incapacidade de perdoar, egoísmo, e medos.
Glenn Clark

0 comentários:

BlogBlogs.Com.Br