segunda-feira, 26 de outubro de 2009

Porto de Galinhas - Recife 2009


Mais uma viagem pinga-fogo, com o passaporte da Azul Linhas Aéreas. Rio-Recife-Rio, 24 e 25/10.


Chegando a Recife já no final da manhã, alugamos um carro basicão 1.0 na Unidas (R$ 59,00 com km livre) e partimos para os 60 km que nos separavam de Porto de Galinhas. Pouco antes de chegar, entramos para Muro Alto, e conhecemos a praia de mesmo nome. Pode-se dizer que é daquelas praias com piscina natural, protegida por arrecifes, de água morna, com uma mesinha para você comer um bom peixe e tomar seus drinks.
 









Ao mergulhar, não vimos muita coisa, exceto o triste fato de que nos arrecifes os corais não tinham vida praticamente.  Peixinhos muitos, principalmente os Sargentos.
Depois desta abertura, seguimos para Porto de Galinhas, mais alguns quilômetros adiante, onde nos hospedamos na Pousada Pedras do Porto (R$ 80,00 com café e ar). Largamos o carro e seguimos a pé em direção a praia, para conhecer o lugar e suas belezas. Circulamos por toda a faixa de praia e pelas ruas do lugar. Um final de tarde muito agradável, com um bonito por do sol. O clima que encontramos pelas ruas de Porto de Galinhas foi muito receptivo. As lojas e restaurantes muito bem ambientados, com cuidados arquitetônicos pensados para não entupir os espaços. Muito artesanato inteligente. Decidimos por comer alguma coisa leve e dormir cedo, para começar o dia conhecendo a Praia dos Carneiros, no Município de Tamandaré.
Após o bom café da manhã na Pousada, seguimos para Tamandaré, 50 km mais ao sul. Pergunta daqui, pergunta dali, conseguimos chegar com dois pequenos erros. Entramos para a praia dos Carneiros pelo acesso do Quiosque do Pescador (guarda-sol verde na estrada). Fomos bem recebidos, com uma estrutura de restaurante e bar muito bons. Sentamos em frente a belíssima praia com tonais de verde incríveis. Só ao vivo. Nem foto consegue representá-los.
 









Fomos logo sondados  para fazer um passeio de barco pelas piscinas naturais, pelo banco de areia e pelo Rio Formoso, passando pela praia de argila. O valor começou com R$ 50,00 por pessoa. Terminamos em R$ 15,00 cada.
Dica: Procure os barcos dos locais, que fazem um trabalho até melhor que as lanchas pequenas. Nós fizemos o passeio com o Luciano.
Os corais nesta praia estão bem vivos e a vida marinha é bem intensa. Lembre de levar seus chinelos. Dê preferência aqueles que prendem no pé. Muitos ouriços no caminho. Um pãozinho para alimentar os peixes e fazer boas fotos. Máscara e respirador melhor ter o seu, pra não ficar lambendo saliva dos outros. O tempo é medido pelo seu interesse nas paradas. Nosso passeio levou quase 2 horas.
Retornamos ao quiosque do Pescador. Tomamos mais uma cerveja e decidimos voltar a Porto de Galinhas para fazer o passeio de balsa até as piscinas naturais.
 









Pagando R$ 10,00 cada, embarcamos e fomos mergulhar nas piscinas a 400 metros da praia. A maré estava baixa, começando a subir. Com um pouco de ração fornecida pelo pescador, brincamos com os peixes, na sua maioria os Sargentos (amarelos rajados), muito simpáticos e famintos.
Já um pouco mal humorados com a fome, decidimos que era hora e fomos ao BarCaxeira, comer a Macaxeira Gratinada com Carne Seca indicada por muitos, e um arroz de brócolis.
 









Foi destrutivo de bom. Depois de um dia de sol e mar, ficamos arrasados. Não deu para mais nada. Hora de tirar uma soneca. E preparar o retorno para o aeroporto de Recife. O pinga-fogo tinha retorno previsto para as 24:00 de Domingo, e ainda tínhamos que devolver o carro alugado. Melhor estar descansado para dirigir. A estrada está com muitas obras e mal sinalizada.
O destaque desta viagem foi, com certeza, a Praia de Carneiros.
.

quarta-feira, 21 de outubro de 2009

Fortaleza – Cumbuco - Mundaú - Outubro de 2009


Usando o Passaporte Azul da Azul Linhas Aéreas, demos início a 30 dias de viagens pinga-fogo, afinal, trabalhamos  durante a semana. 
Saindo do Rio pelo Santos Dumont as 7:50h, com conexão em Campinas, chegamos em Fortaleza a 1:50h do dia seguinte. Fomos direto para o Hotel para dormir o que desse. Temos passeio de bugre para Cumbuco logo cedo, com a operadora Ocean View.
 
SAÍDA PARA CUMBUCO
Seguimos de micro-ônibus até o receptivo em Cumbuco (R$ 25,00). Lá fizemos um passeio de jangada por 1km praia adentro, com parada

para banho, porque nadar com salva-vidas (obrigatório) não tem nada a ver com mergulho (como eles vendem). Mas foi bem agradável. R$ 10,00 por pessoa.
Daí pegamos nosso bugre (R$ 30,00 cada), com colegas de Floripa (Marcio e Joy), que conhecemos no ônibus. Pedimos o passeio com emoção. Nada demais nesta emoção. Mas acho que alguma coisa além poderia ser perigoso. Havia dunas muito altas e algumas bem íngremes. Motivo de alguns acidentes no passado com motoristas despreparados. Use sempre os bugreiros da associação local. Dúvidas, fale com seu guia.










Filme You Tube - Passeio de Bugre

Paramos para fazer um esquibunda, com prancha de madeira untada com cera de vela. R$ 5,00 para quantas vezes quiser. Vale lembrar que a subida de volta é por sua conta. Fizemos duas vezes, com direito a banho na lagoa ao fim da descida. Mas quem vai fotografar? Procure o Sthefan. É um menino de 10 anos que está familiarizado com quase todas as máquinas digitais e faz um excelente trabalho, por um trocado (dei R$ 4,00).
Voltamos ao bugre e rodamos mais um bocado. Ao fim do passeio, aproveitamos as facilidades do ponto de apoio como piscina, banho, almoçamos e retornamos ao hotel em Fortaleza.
A noite, uma passada no Centro Cultural Dragão do Mar, com todas as suas variedades (bares, exposições, shows,...) e terminamos no Órbita, um bar tipo boite, com show ao vivo, em  meio a mesas de sinuca e barmen acrobáticos.
 
PRAIA DO FUTURO E SHOW
Dia seguinte resolvemos ir a Praia do Futuro. De taxi (R$ 26,00) fomos de Aldeota até a praia, no quiosque Coco Beach. Andamos bastante pela praia. Depois de muito observar um vendedor de frutas (Xico das Frutas), percebemos o quanto ele levava a sério a limpeza na preparação dos pratos de frutas de seus clientes. Confiantes, pedimos sugestão de onde comer com segurança camarão e ostras. Daí foi a festa. Comemos muito camarão fresco grelhado na hora e ostras também frescas, temperadas com limão e pimenta ralada na hora. Tudo muito bom. Até a cerveja Nobel (leia-se Skin) bem gelada parecia perfeita.
Dica: Não peça caipirinha de Vodka. Peça uma dose de Vodka, um copo extra com gelo e compre a fruta com o Seu Xico. Faça você mesmo. Muito mais barato e muito mais saboroso.
A noite fomos assistir ao Show da Rosicléia, comediante cearense
muito conhecida no Brasil. A casa (Lupus Bar) oferece jantar a preço único (R$ 26,00), com bebidas a parte. A especialidade é de massas. Tudo parecia ótimo, quando se descobriu que as filas seriam uma constante. Trinta e cinco minutos para pegar o primeiro prato. Enquanto minha mulher estava na fila, o show preliminar da comediante Escolástica (travestida de caipira e muito boa) começou e terminou. Enquanto jantavamos, um segundo comediante (cara limpa e também muito bom) contou varias piadas boas. Desistimos de retornar o Buffet. Bebendo a cerveja da casa (LUPUS BEER), assistimos a Rosicleia (fantasiada de caipira) falar mal do Rio de Janeiro, e gozar dos Gaúchos (preferência nacional). Não deixou de ser interessante. Sou muito mais a Escolástica, que abriu o show.  Por fim, ficamos 60 minutos ou mais aguardando a fila diminuir para pagar nossa conta. Esta foi a pior das piadas. Tinhamos que dormir cedo para visitar MUNDAÚ na manhã seguinte.
Dica: Como quem não quer nada, compre com seu garçom alguns chopps extras e pague sua conta enquanto o show está rolando.
 
SAÍDA PARA MUNDAÚ
As 7:30 a OceanView chegou com o micro ônibus (R$ 40,00). Duas horas de viagem e chegamos ao ponto de apoio (Pousada das Marés) em Mundaú. Uma pousada muito boa, com excelente área de lazer e restaurante.
Praia muito bonita. Área recentemente incorporada ao turismo, oferece ainda muita tranqüilidade. Aproveitando a maré baixa, pode-se nadar por entre as piscinas naturais, com água muito clara. Peixes, não vi muitos. As formações que lembram arrecifes também não são aquelas que esperávamos. Muito escuras e com poucos corais vivos.
Pegamos um Pau-de-Arara (caminhão que transporta os turistas na caçamba) e seguimos para a vila de pescadores local.










Embarcamos num Catamarâ para navegar alguns quilômetros adentro do braço do rio Mundaú, com parada para mergulho, avistamento de poucos caranguejos, muitas dunas e manguezal. De fato um local muito especial.  (R$ 20,00)
Na volta para a Pousada, comemos um peixe muito bem preparado. Descanso nas espreguiçadeiras e retorno ao Aldeota Praia Hotel em Fortaleza. Este hotel além de ter um ótimo preço (R$ 90,00 o casal), conta com um ótimo café da manhã, quartos limpos e simples, ar-condicionado, TV para quem tem tempo e o melhor, atendentes de primeira. Todos, em todos os turnos foram impecáveis no suporte dados a nós. Parabéns.
A OceanView também foi perfeita ao nos servir. Os guias bem objetivos e práticos, sem muito lerolero para mostrar conhecimento. Sempre muito alegres e brincalhões. Lamento não lembrar os nomes agora. Parabéns a todos.
.
BlogBlogs.Com.Br