quarta-feira, 10 de junho de 2009

Maceió 2009


Ficamos hospedados na Pousada Paraíso, dentro de uma marina, em Barra de São Miguel. Podemos dizer que o custo benefício foi bom. Bem localizada, junto a Lagoa do Roteiro, com ar, frigo, cozinha bem equipada e cama bem confortável. Escolhemos ficar longe da confusão de Maceió, em busca de tranqüilidade.  Até que, os parentes do dono da marina, resolvem fazer uma festa junina particular, embaixo de nossa janela. Uma noite sem dormir. Este foi o custo, o resto foi só benefício.










Alugamos uma voadeira na marina e seguimos para conhecer os arrecifes. Muito pouca vida marinha. Os corais sem cor demonstram o grau de degradação imposto pela visitação descontrolada.
 









Descemos na praia do Gunga e ali alugamos um quadriciclo para visitar as falésias de areias coloridas. Prefira o passeio de bugre. A locação de 30 minutos no quadriciclo deixa muito pouco tempo para apreciar as falésias. No final da tarde fomos recolhidos pela voadeira e retornamos para a pousada.
 
 
No outro dia, havíamos acertado o passeio até Maragogi, para lá sim ver os arrecifes mais conservados e as piscinas naturais. Fechamos com uma operadora local, que nos pegou em Maceió. Seguimos de micro-ônibus até a estrutura de apoio em Maragogi. Lá pegamos um catamarã e navegamos uns 6 kms mar adentro até chegar às galés, para mergulho de observação. Quem quiser mergulhar em naufrágios, existem vários pontos interessantes. Muito bonito. Algumas pessoas passaram mal. Choveu e ventou muito em partes do trajeto.
 









No dia seguinte, resolvemos sair a pé e conhecer as praias mais próximas de São Miguel. Gastamos o dia entre a praia do Niquin e a praia da Lagoa do Roteiro.










Programamos para dia seguinte o passeio até a Foz do Rio São Francisco. Desta vez o ônibus nos pegou em Barra de São Miguel. Seguimos até o local chamado de Piaçabuçu (Palmeira Grande), onde deixamos decidido o cardápio de nosso almoço e pegamos o barco para descer  o rio até a sua foz.  Com a maré baixa, pudemos descer no areal que desenha a foz do São Francisco. Através das coordenadas geográficas, pode-se observar na foto aérea, a extensão da área coberta. O turismo ali é intenso, com muitos barcos chegando e saindo, dando vida a uma feirinha de artesanato por sobre a areia.
Podemos dizer que tomamos banho na foz do velho Xico. Na volta, a fome detonou o peixe com pirão, farofa e acompanhamentos.
 
 
 









Dia seguinte resolvemos passear de jangada na praia de Pajuçara, também com direito a mergulho na barreira de coral em frente a praia. Mais um pouco de papo com o jangadeiro, teríamos comprado uma e transportado para o Rio. Belo dia de sol e mar.
 
 
No filme, além das fotos, tentamos passar um pouco do espírito alegre do povo de Alagoas.

Coordenadas marcadas - Google Earth
.
BlogBlogs.Com.Br