quinta-feira, 9 de abril de 2009

Maringá – Mauá – RJ – 2009



E aí estamos de volta, não importa o quanto a estrada vai estragar o carro, decidimos visitar novamente a região. Desta vez ficamos hospedados na Pousada Shalon Adonay, em Maringá. Nosso objetivo era conhecer as Cachoeiras Gigantes, que detém as maiores quedas d´água da região.
Alugamos uma moto e partimos de acordo com as orientações que nos deram. Com as últimas chuvas as estradas de terrra estavam com muita lama. Como não levei o GPS, deixei de fazer as marcações que queria. Parando sempre para perguntar, conseguimos manter o rumo. Passando pela Vila Mirantão, seguimos para Santo Antônio.
Igreja em Sto Antônio

Confirmamos a rota e rodamos até um ponto em que tive que subir sem garupa. A estrada passou a ser trilha, muito empedrada e cheia de valões. A subida estava bem íngreme e a garupa puxava a roda dianteira para cima, complicando a direção. Sorte que faltava muito pouco para chegarmos ao platô que dava acesso a queda mais alta da série de 5. Como sempre dizemos, valeu a pena. O total de deslocamento foi de 46km. De carro comum não chega. Depois de algum tempo, chegou um LandRover 4x4 Integral e nada mais.  
Entretando, achei estacionado numa garagem coberta com sapê, um fusca em boas condições. Como não havia a quem perguntar, fiquei sem saber a quanto tempo o fusca estava por ali esperando a estrada melhorar, ou se subia na raça mesmo.
Cachoeira Gigante
 








Na volta, já com a estrada mais seca, fomos conhecer a Cachoeira do Rio Grande, a meio caminho de volta.
Cachoeira do Rio Grande
Como de regra, no dia seguinte visitamos novamente a Cachoeira Santa Clara, a Cachoeira da Preguiça  e fomos relaxar no bar do Escorrega.
Cachoeira da Preguiça e Bar do Escorrega








E como todo lugar tem seu maluco beleza, aí vai mais um.

.

BlogBlogs.Com.Br